Sonecas: o que fazer quando um dos gêmeos acorda antes do outro?

IMG_4274

Olá mamães! Como passaram o final de semana, tudo bem? Espero que sim!

Na segunda-feira passada, compartilhei com vocês o que eu faço quando um dos gêmeos acorda durante a noite (que é a dica do 3o bercinho, lembram-se?). Na sexta-feira, expliquei para vocês o passo-a-passo que sigo quando isso acontece.

Nesta segunda-feira, quero trazer para vocês uma outra situação: o que fazer quando um dos gêmeos acorda antes do outro nas sonecas do dia?

Essa situação envolve 6 possíveis variações. Vamos conferir cada um delas? Venham comigo!

  • 1. Um bebê acorda antes do horário da mamada (enquanto o irmãozinho ainda dorme) e não para de chorar.

Nesse caso, se ainda falta muito tempo para o horário da mamada, eu acalmo o bebê que acordou chorando e transfiro-o para o 3o bercinho (para preservar o soninho do irmão).

Dica: quando choram bem antes do horário da mamada, é provável que seja porque querem dormir um pouco mais. Desse modo, deixo chorar um pouquinho no 3o bercinho (sempre monitorando tudo) e o bebê logo volta a pegar no sono novamente, voltando a acordar pertinho do horário da mamada ou, às vezes, até mais tarde, sendo necessário acordá-lo para mamar.

Se o bebê acorda próximo do horário da mamada, eu tiro-o do berço e tento fazê-lo parar de chorar. Se der certo, esperamos dar o horário da mamada enquanto brincamos. Nesse meio tempo, normalmente o irmãozinho já acorda também. Caso não acorde, eu acordo-o, após o transcurso da flexibilidade de 30 minutos que já conversei com vocês na série “Como fazer o bebê dormir a noite inteira – parte III”. Porém, se o bebê que acordou primeiro não parar de chorar, acordo o outro bebê e antecipo o horário da mamada para os dois.

Obs.: eu sempre mantive os horários de alimentação os mesmos para os dois. Tudo o que faço com um, faço com o outro. Aliás, não somente os períodos de alimentação como também os horários das sonecas, banho, tudo (rs). Pela minha experiência, essa sincronia é fundamental para termos tempo para as demais atividades do dia. Caso contrário, a mãe fica a disposição do bebê dia e noite e não tem tempo e disposição para nada!

  • 2. Um bebê acorda antes do horário da mamada (enquanto o irmãozinho ainda dorme), porém, está tranquilo (não chora)

Nesse caso, mantenho o bebê que acordou no berço. Se possível, só apareço no quarto no horário da mamada.

Dica: sempre deixe algum ursinho ou um brinquedinho que não machuque no berço do bebê! Assim, quando ele acordar, ele será estimulado a brincar com independência. Às vezes até volta a dormir enquanto brinca (nos casos em que desperta muito antes da mamada).

Obs.: você pode estar pensando “poxa, que mãe má (rs), por que não tira do berço o bebê que já acordou?”. A resposta é simples: porque pode ser que ele queira dormir mais um pouquinho, mesmo que não esteja chorando. Tanto é que, como disse, muitas vezes eles voltam a dormir enquanto brincam.

  • 3. Um bebê acorda antes do horário da mamada e acaba acordando também o irmãozinho. Os dois choram.

Nesse caso, não há outra saída melhor que não seja antecipar o horário da mamada para os dois (rs). A única exceção é se o “choro generalizado” ocorrer muito antes do horário da mamada: aí eu escolho um bebê para transferir para o 3o berço e espero alguns minutinhos. Normalmente os dois se acalmam sozinhos e adormecem novamente, mas cada um em um canto (rs).

  • 4. Um bebê acorda antes do horário da mamada e acaba acordando também o irmãozinho. Apenas um deles chora.

Nessa situação, se acordarem muito antes da mamada, transfiro para o 3o berço o bebê que está chorando. E mantenho “cada um em um canto” por alguns minutos. Normalmente voltam a dormir (ou ficam brincando com os bichinhos que deixo nos berços até o horário da mamada). Porém, se o “chorão não parar de chorar” (desculpem o trocadilho), tiro-o do berço e tendo distraí-lo com alguma coisa. Se, ainda assim, não parar de chorar, antecipo a mamada para ambos.

  • 5. Um bebê acorda antes do horário da mamada e acaba acordando também o irmãozinho. Nenhum deles chora.

Nesse caso, mantenho ambos em seus bercinhos e só vou buscá-los quando der o horário da mamada. Novamente: se acordarem muito antes do horário, vão acabar pegando no sono enquanto brincam com independência no berço.

  • 6. Chega o horário da mamada e nenhum dos dois acordam

Nesse caso, vocês já sabem, pois já comentei com vocês na série “Como fazer o bebê dormir a noite inteira – parte IV”. Porém, elenquei a situação aqui apenas para fechar todas as possibilidades. Mas será que vocês se lembram de qual é a saída nesse caso? Vamos relembrar juntos: nessa situação, eu espero transcorrer a flexibilidade de 30 minutos a mais e acordo os pequenos! 🙂

Dica: sempre que eu “digo” para vocês que acordo os meninos, esse processo envolve uma série de atos sequenciais. São eles: primeiro abro a porta do quarto, para que eles comecem a escutar barulhos e a despertar. Se, ainda assim, continuam dormindo, ligo uma musiquinha de barulhos da natureza no quartinho deles (ainda farei review deste produto no blog!). Por fim, se ainda assim não acordam, começo a fazer carinho neles e a conversar, até despertarem! 🙂

Como vocês podem perceber, basicamente, as minhas atitudes em relação a essas 6 variantes depende de dois fatores: 1. se o bebê acordou próximo da mamada ou não; 2. se o bebê chora ou não. Porém, quis elencar todas as possíveis situações para que fique bem claro!

Dica final: quando meus meninos eram bebês, eu sempre tinha dúvida sobre quando exatamente colocá-los para a soneca. Eu sabia que era depois da “hora de ficar acordado”, mas não sabia quando exatamente. Com a prática, percebi que os meninos me “davam sinais” de que precisavam dormir. Eles coçavam os olhinhos, bocejavam, ficavam mais preguiçosos. Assim, o primeiro bebê que apresentasse esses sinais já me dava a “dica” e eu já iniciava o processo de colocá-los no berço para dormir!

Observação final: durante o post de hoje, vocês observaram que o tempo todo eu me referi aos períodos de alimentação como “mamada”. Porém, vocês sabem que meus meninos, hoje, já estão com 1 ano e 7 meses. Sendo assim, o leitinho já faz parte da alimentação complementar deles. Hoje, tomam café da manhã, almoçam, lancham e jantam. Porém, eu utilizei o termo “mamada”, pois acho que facilita o entendimento das mamães que ainda não começaram o processo de introdução alimentar. Como vocês já devem ter percebido, prezo muito pela clareza em meus textos. Sempre que posso torná-los mais simples e fáceis de entender, assim faço. Feito este esclarecimento, aproveito para “dizer” que ainda farei um post específico sobre “introdução alimentar”, ok?

Espero que vocês tenham gostado do post de hoje e que tenha sido esclarecedor!

Qualquer dúvida, sugestão ou comentário, podem deixar um recadinho para mim abaixo, ok?

Se você gostou do blog e gostaria de receber notificações de novos posts por email, clique no link “seguir” ao lado direito da página! E nossa fanpage do Facebook, já curtiu? 🙂

Tenham uma ótima semana!

Beijos e até breve!

www.facebook.com/meustwins

http://i.instagram.com/meustwins

www.meustwins.com

 

 

Anúncios

Comments

  1. Ana Miiller says:

    Como vc faz para amamentar os dois ao mesmo tempo? Alguém te ajuda? Bjs

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s