Meu passo-a-passo quando o bebê acorda durante a noite

IMG_4167

Olá pessoal! Na série de 4 posts de “Como fazer o bebê dormir a noite inteira”, notei que muitas mamães tiveram dúvida sobre o que fazer quando o bebê acordar durante a noite. Apesar de já ter respondido às dúvidas dessas mamães, penso ser interessante tratar o assunto em um post mais detalhado, pois poderá auxiliar as demais mamães que também estejam com a mesma dúvida!

Compartilharei com vocês a forma que EU faço com meus gêmeos, com base em fontes de pesquisa diversas. Utilize-a como uma fonte de informação e sempre defina com o pediatra qual a maneira que melhor atenda às necessidades do seu bebê.

Dito isso, vamos começar? 🙂

Preparei este post em forma de passo-a-passo, pois quando a situação acontece (quando um dos gêmeos acorda chorando), procuro seguir uma sequência de atos. Acompanhem comigo:

1o passo: analiso o tipo de choro do bebê.

  • Se for um choro de medo / desespero, vou correndo para o quarto deles acalmar o bebê que pede ajuda. No caso, vou correndo até chegar na porta do quarto. Quando chego, entro no quarto calmamente, para transferir ao bebê a tranquilidade, conforto e segurança de que ele precisa naquele momento. Pego-o no colo e sentamos juntos na poltrona do quarto. Nesse momento, com uma voz suave, converso com o bebê dizendo que está tudo bem, que a mamãe e o papai estão ali com ele, etc. Enquanto converso, faço carinho nele. Fico com o bebê o tempo que for necessário para acalmá-lo. Quando percebo que o medo já passou, volto a colocá-lo no berço ainda acordado (não nino o bebê) e saio do quarto.
  • Se for um apenas um choro de quem despertou e gostaria de pegar no sono novamente, deixo que o bebê chore um pouco (até 10 min). Porém, enquanto ele chora, fico de prontidão do lado de fora do quarto deles, de olho no monitor da babá eletrônica (companhando todas as reações do bebê) e cronometrando o tempo de choro. Normalmente, o bebê que despertou volta a dormir sozinho após 1 ou 2 minutos de choro (ou até menos que isso)! Porém, caso isso não aconteça e o tempo de choro atinja 10 min, vou para o segundo passo!

Obs. 1: se percebo que o bebê está chorando porque prendeu o bracinho ou a perninha nas grades do berço, entro no quarto, reposiciono o bebê e saio. Da mesma forma, se percebo que chora porque o bichinho dele caiu no chão, entro no quarto, pego o bichinho, coloco pertinho dele de novo e saio do quarto (o Lucas gosta de dormir com o “Tigrão” do Pooh e o Rafa gosta de dormir com o “Burrinho”do Pooh). Todos esses detalhes você observa pela babá eletrônica!

Obs. 2: se você notar que seu bebê gosta de chupeta e que ele chora cada vez que a chupeta cai da boquinha dele, experimente comprar uma chupeta que venha com o “bichinho” preso a ela!! O peso do bichinho ajuda a fazer com que a chupeta fique na boca do bebê por mais tempo!!! Vejam como é essa chupeta nas fotos e vídeo do Lucas abaixo!

IMG_2158 IMG_2157

 

Eu paguei $ 12.95 nessa chupeta. Comprei na Amazon, através deste link AQUI.

O Lucas é o que nos dava mais trabalho a noite quando era recém-nascido, pois sempre que a chupeta caía da boquinha dele, ele acordava chorando. Perdi as contas de quantas vezes eu precisava ir colocar a chupeta que caiu durante a noite (era de hora em hora, no mínimo). A situação estava bem desgastante. Foi então que comecei a procurar uma solução para este problema e encontrei essa chupeta de bichinho!!! Foi a minha SALVAÇÃO, a solução dos meus problemas com Lucas! Porém, depois de um tempo ele não quis mais chupeta (já o Rafa nunca quis chupeta nenhuma, nem quando era recém-nascido). Depois dessa fase é que veio a fase deles dormirem com os bichinhos de pelúcia (foi a forma que encontrei para que se acalmassem sozinhos).

Obs. 3: lembrem-se de que meus meninos já aprenderam, quando bebezinhos, a se acalmarem sozinhos com o método do Nana Nenê (compartilhei tudo com vocês na série “Como fazer o bebê dormir a noite inteira”). Por esse motivo é que, na maioria das vezes, voltam a dormir sozinhos rapidamente! 😉 Lembram-se, ainda, que apenas comecei a aumentar o intervalo entre as mamadas noturnas a partir da 5a semana de vida (antes disso amamentava-os de 3 em 3h dia e noite). Já expliquei tudo isso detalhadamente para vocês neste post AQUI.

Obs. 4: muitas mamães grávidas questionam-se se saberão identificar o tipo de choro do bebê. Não se preocupem com isso! Após tornarem-se mães, vocês aprenderão a diferenciar o tipo de choro depois de alguns dias de “estágio” com seus bebês (rsrs).

2o passo: verifico, pessoalmente, as condições físicas do bebê.

Caso o bebê não esteja com choro de medo e não tenha voltado a dormir dentro de 10 minutos, entro no quartinho deles e faço as seguintes verificações no bebê “chorão”:

a) verifico se o bebê está com febre

Não meço a temperatura, apenas verifico sentindo a temperatura do bebê com minhas mãos.

– Se percebo que está quente, aí sim meço a temperatura. Se está com febre, dou a medicação recomendada pela pediatra deles e continuo verificando a temperatura a cada 2h. Anoto tudo em um caderno: horário das medições, quais as temperaturas, horário das medicações, etc. Quando amanhece, levo o bebê para uma avaliação médica com a pediatra deles (e levo meu caderninho com todas as informações importantes). Lembrando que, nos casos em que o bebê está doentinho, NÃO aplico a técnica de deixar chorar! Normalmente, transfiro o  bebê para dormir no meu quarto (no bercinho extra e não na cama comigo) e dou atenção a ele sempre que necessário. Porém, só transfiro-o para o meu quarto se ele estiver chorando. Caso contrário, o bebê passa a noite no quartinho dele.

– Se não está com febre, continuo a averiguar outro possível desconforto.

b) verifico se há fralda suja (apenas troco fraldas noturnas que estejam com n. 02)

Não estando com febre e nem com fraldas sujas, converso com o bebê procurando acalmá-lo (evito pegá-lo no colo neste caso), fazendo carinho e dando batidinhas nas costas. Quando percebo que se acalmou, saio do quarto (com o bebê acordado).

Quando chego neste estágio do passo-a-passo, duas situações diferentes acontecem: se é o Rafa que estava chorando, normalmente ele logo volta a dormir depois desse “contato” comigo; porém, se é o Lucas, aí que ele chora mais ainda (rsrs)!

Se o bebê continuar chorando após essa “avaliação das condições físicas” e carinho da mamãe, volto a cronometrar o tempo de choro (até 10 min). Nesse caso, duas opções podem acontecer: ou o bebê pega no sono novamente ou continua chorando. Caso continue chorando, vou para o 3o passo!

3o passo: ofereço água para o bebê.

Nesse momento, entro no quarto novamente, converso com o bebê, pego-o no colo e ofereço água. Enquanto isso continuo conversando e fazendo carinho. Coloco no berço novamente e saio (com o bebê ainda acordado) torcendo para que a causa do choro seja sede (rsrs).

Novamente, temos duas opções aqui: ou o bebê volta a dormir ou continua a chorar. Se continuar chorando, vou para o 4o passo!

Obs.: como vocês sabem, a introdução da água só começa após a introdução alimentar. Antes disso, a alimentação do bebê dá-se apenas através do com leite. Desse modo, na fase em que eram alimentados apenas com leite, eu não oferecia água! Em vez disso, eu fazia mais umas duas a quatro tentativas de acalmar o bebê a cada 10 min! Ou seja, entrava no quarto, fazia carinho nele (sem pegar no colo), conversava com uma voz suave, dava “batidinhas” nas costas. Quando ele parava de chorar e ficava sonolento, eu saia. Nesse caso, ou ele recomeçava a chorar ou pegava no sono de vez. Se recomeçasse a chorar, eu recomeçava a contagem do choro por 10 min. Deu para entender como eu fazia? Qualquer dúvida me perguntem no final do post!

4o passo: ofereço mamadeira de leite para o bebê.

Aí não tem jeito, o bebê venceu a mamãe (rsrs)! Depois de toda essa sequência de atos sem sucesso, ofereço uma mamadeira de leite. Quando isso acontece, costumo dizer “um twin (gêmeo) assaltou a geladeira essa noite” (rsrs).

Mas percebam que deixo a mamadeira como última saída! Assim, não tem como o bebê associar que vai ganhar um leitinho sempre que chorar a noite. Ele aprende que hora de dormir, é hora de dormir, não é hora de mamar. É isso que tento ensinar a eles fazendo essa sequência de atos. É cansativo ter que fazer todo esse “trabalho” cada vez que o bebê chora. Seria muito mais fácil oferecer o leite de primeira e pronto, não é verdade? Porém, se vocês agirem dessa forma, o bebê nunca vai dormir a noite inteira direto (nem vocês), porque sabe que basta chorar para ganhar um leitinho!

Dessa forma, a meu ver,  vale a pena vocês terem esse trabalho no início (fazendo uma sequência como esta que faço), pois, depois de um tempo, essa situação tornar-se-á totalmente excepcional!

Para que tenham uma ideia, é muito raro eu precisar chegar ao 4o passo! Normalmente, não chego nem a aplicar o 2o passo, pois em 95% dos casos eles voltam a dormir depois de 1 ou 2 minutinhos de choro! Mas, quando necessário, sigo essa sequência! 🙂

Observação importante para as mães de gêmeos: se você é mamãe de gêmeos como eu, gostaria de alertá-la sobre mais um “passo” nessa sequência apresentada! Portanto, na verdade, para nós, são 5 passos (rsrs)! 🙂 Inclusive, já tratei desde assunto com vocês aqui no blog! Porém, para quem não se recorda, farei uma breve explicação nesse momento. Trata-se de um método aplicado antes de todos esses 4 passos! Consiste em observar a reação do irmãozinho do bebê chorão, para saber se ele também vai começar a “abrir o berreiro” ou não (até rimou! Rs). Caso perceba que ele está se incomodando com o choro do irmão, retire o bebê chorão e transfira-o para o “berço extra”. Explico esse passo detalhadamente neste post AQUI.

Então é isso pessoal! Espero que eu tenha conseguido transmitir o assunto de uma forma bem clara e prática para vocês!

Também espero que vocês tenham gostado do post de hoje e que tenha sido esclarecedor!

Qualquer dúvida, sugestão ou comentário, podem deixar um recadinho para mim abaixo, ok?

Se você gostou do blog e gostaria de receber notificações de novos posts por email, clique no link “seguir” ao lado direito da página! E nossa fanpage do Facebook, já curtiu? 🙂

Tenham um final de semana abençoado!

Até a próxima!

www.facebook.com/meustwins

http://i.instagram.com/meustwins

www.meustwins.com

 

 

Anúncios

Comments

  1. Ju MUITO OBRIGADA!!! Post perfeito e completinho 😘 agora Deus ajude que eu coloque em pratica depois que os bebês nascerem. Tenho um problema que terei os bebês num APertamento de 2 quartos e acho que o “berço” extra terá de ser no meu quarto, mas seguindo toda rotina, não será pq estará no nosso quarto que terá privilégios, assim espero fazer rs ;). Bjosss e obrigada!!!

    Curtir

  2. Esse post veio na hora certa para mim. Meu filho vai fazer 8 meses essa semana e acorda todas as noites para mamar. E eu voltei a trabalhar há 3 semanas e fico “só o pó” com essa rotina acordando de madrugada… Sinto que eu preciso fazer alguma coisa a respeito, espero que não seja muito tarde para começar a aplicar essa técnica. Obrigada por compartilhar, beijos!

    Curtir

    • Oi Gabriela! Nunca é tarde!! O que pode acontecer é ser mais trabalhoso p/ conseguir colocar tudo “no eixo”. Mas com uma boa dose de paciência e persistência, tudo vai dar certo e no final você verá que valerá muito a pena! Boa sorte!! Depois vem me contar quando der tudo certo! Beijos!

      Curtir

  3. Olá! Tenho um casal de gêmeos de 01 ano. Eles dormiam bem, a noite toda dos 02 meses até 07 meses. Até que fomos passar umas semanas na casa de praia. Lá não tinha bercinho e dormia com os dois numa cama encostada na parede. Quando voltamos para casa, eles começaram a chorar de madrugada e nunca consegui aplicar esse método pois na hora que iria colocar eles no berço só a inclinação do meu corpo eles já choravam, não dava tempo nem de sair do quarto rsrsrsrs… isso acontece até hoje! Vencida pelo cansaço de cuidar de gêmeos e ainda ser autônoma (sou arquiteta, trabalho para mim e consigo fazer meus horários, mas tenho carga de trabalho de cerca de 8-10h por dia), comecei a colocar eles na minha cama e era só deitá-los que eles caíam no sono e dormiam o resto da noite. Resumindo, eles dormem bem, mas eu e meu marido nem tão bem. Trocamos as noites em claro, pelas mais ou menos dormidas e continuamos cansados, muito cansados. Você acha que retomar o método nessa “altura do campeonato” seria o recomendado? Se tentar coloca-los no berço e eles começarem a chorar só por estar inclinando o corpo, devo sair e esperar o tempo?

    Curtir

  4. Renata Lopes says:

    Olá. estava seguindo quase a risca o Nana Neném pois não conseguia por exemplo acordar o bebê pra mamar caso ele dormisse mais que 3h. Mas terminava que o intervalo nunca passava de 4h. Entretanto o negócio desandou geral. Agora, Igor com 2 meses, durante o dia não dorme mais o período que é pra dormir (pós período desperto), chegando às vezes a um sono de apenas 20 minutos. E a noite estou refém do raio da chupeta acordando de hora em hora. Quando antes ele acordava meia noite, as 3h, remoia um pouquinho no berço as 5h, mas só acordava de vez as 6h. Agora estou no desespero. Nada funciona. Vi a chupeta que vc comprou mas na verdade queria mesmo era me livrar dela pq acho que sem ela estava melhor. O que vc me aconselha? Me ajuda?

    Curtir

  5. ola,tentei comprar a chupeta mas fui informada que alguns objetos como artigos para bebes NAO sao exportados pra outros paises. Como voce conseguiu comprar? estou acordando umas 15 vezes na noite por causa da chupeta cair e estou ansiosa querendo esse modelo que vc adquiriu para testar.me ajuda.rs

    Curtir

  6. OLá, Juliana, primeiramente gostaria de dizer que é muito fofo o vídeo do Lucas com a chupeta com bichinho…kk
    Agora preciso de sua ajuda, meu problema com meu filho Mateusz de 5 meses é que quando comecei a criar a rotina pra ele dormir sempre no mesmo horario, comecei a faze-lo dormir sozinho e se acalmar com a chupeta, antes ele usava bem pouco. Agora o que acontece é que ele precisa da chupeta pra dormir, assim que pega no sono, já larga e dorme sem ela, mas quando acorda de madrugada, seja pelo motivo que for, precisa da chupeta de novo!!! Aí, ele acaba acordando varias vezes durante a noite, claro que sempre verifico fralda, febre, etc, mas já vi que geralmente ele só precisa pegar no sono de novo com a chupeta, ele ainda nao sabe coloca-la sozinho, entao to ficando louca de cansada, pois nao so acordo de madrugada pra amamenta-lo (ate ai tudo bem) mas tambem tenho que levantar entre as mamadas só pra colocar a chupeta de volta nele, nao sei o que fazer!! Essa ideia da chupeta com bichinho é otima, porem, nao queria que ele ficasse a noite inteira com a chupeta na boca, acho que isso nao é bom pra ele ne? Me diga o que voce acha, me dá uma ajuda , please 🙂 Obrigada

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s