Como fazer o bebê dormir a noite inteira – Parte II

IMG_3688

Olá pessoal! Estamos de volta com a série “Como fazer o bebê dormir a noite inteira”!

Apenas para refrescar sua memória, a série é composta por 4 posts, sendo este o segundo deles.

No post anterior apresentei para vocês as teorias da rotina alimentar e qual a teoria adotada pelo autor de Nana Nenê.

Dando continuidade ao tema, hoje veremos mais 2 tópicos. São eles:

  1. Como funciona a alimentação orientada pelos pais?
  2. Quais os benefícios da organização?

Obs.: se este é o primeiro post que você está lendo aqui no blog, recomendo que você faça uma pequena pausa e leita, primeiramente, o post anterior, pois o assunto está sendo abordado de uma forma sequencial.

Então vamos começar?

  • Como funciona a alimentação orientada pelos pais?

A alimentação orientada pelos pais exige que haja organização. Organização significa rotina e horário.

É necessário que haja horário para as 3 atividades básicas do dia: 1) hora de comer; 2) hora de ficar acordado; 3) hora de dormir. São ciclos que se repetirão ao longo do dia.

Aliás, essa também é a orientação que vocês encontrarão no segundo livro que recomendei a vocês (“A Encantadora de Bebês”). Inclusive, para facilitar a memorização, a autora apresenta os ciclos da rotina através da palavra EASY (que significa “fácil” em inglês). Portando, segundo a autora, quais são os ciclos de rotina? “EASY”!

E: “Eat” (comer – hora de comer)

A: “Activit” (atividade – hora de ficar acordado praticando atividades)

S: “Sleep” (dormir – hora de dormir/sonequinhas)

Y: “You” (você – significa que enquanto o bebê dorme, você terá um tempo só seu!)

Como já mencionado, esses ciclos se repetirão ao longo do dia. Porém, durante as mamadas noturnas, você deve eliminar o período referente à “atividade – hora de ficar acordado”. Amamente o bebê e coloque-o para dormir novamente. Assim, você estará ajudando o bebê a associar que é noite, hora de dormir (e não hora de brincar).

  • Quais os benefícios da organização?

Queridos leitores, existem tantos benefícios em haver rotina e horários!! Vejam só:

  • ter rotina traz segurança tanto para a mãe, quanto para o bebê;
  • A mãe pode planejar as atividades do dia sabendo que as necessidades do bebê e da família serão atendidas;
  • Os horários rotineiros de alimentação ajuda o metabolismo do bebê a estabilizar-se;
  • A mãe sabe quais são os seus períodos de tempo livre (que são os períodos das sonecas do bebê), podendo se planejar como quiser! Se a mãe tiver uma pessoa que lhe dê suporte em casa com o(s) bebê(s), ela poderá, inclusive, dar uma saidinha nos horários da soneca (seja para fazer um mercado, ir ao cabeleireiro, ir ao banco, ir a academia, ou simplesmente “arejar“ um pouco)!

Observação importante:

Normalmente, as mamães acreditam que a incapacidade do bebê de dormir ininterruptamente durante a noite é resultado da amamentação. Porém, conforme nos ensina o autor de Nane Nenê“na realidade, a deficiência em estabelecer um sono noturno ininterrupto não está associada à amamentação de modo nenhum, mas à alimentação determinada pelas exigências do bebê (em outras palavras, é causada pela falta de rotina). Os bebês alimentados segundo as próprias exigências não dormem a noite toda”, EZZO, Gary; Bucknam, Robert. Nana Nenê: como mais de um milhão de novos pais treinaram seus bebês para dormirem à noite de forma natural. São Paulo: Mundo Cristão, 1997, p. 46 e 47.

  • Qual deve ser o intervalo entre as mamadas?

O intervalo entre as mamadas varia conforme a idade do bebê. Nesse ponto eu tomei como base a tabela apresentada no livro “A Encantadora de Bebês” e recomendo que vocês façam o mesmo. Nessa tabela, a autora explica direitinho:

  1. qual a quantidade de leite que o bebê deve ingerir (se amamentado por mamadeira);
  2. quanto tempo deve durar cada mamada (se amamentado no peito);
  3. qual a frequência das mamadas

Para que vocês possam ter uma ideia de como é essa tabela, vejam a transcrição que fiz de parte dela, neste post AQUI.

Observação importante: conforme a circunstância do momento, é possível haver uma certa flexibilidade nos horários. Assim, nada impede que haja uma certa variação de tempo entre as mamadas. É o que veremos no início do nosso próximo post (amanhã)! Explicarei melhor o assunto e darei exemplos, para que vocês possam visualizar melhor!

Além disso, darei dicas sobre como estabelecer uma rotina e explicarei como eu estabeleci a rotina dos meus gêmeos!

Os assuntos vão ficando cada vez mais legais, né? Eu  adoro conversar sobre rotina! Espero que vocês também estejam gostando do nosso “bate-papo”!

Qualquer dúvida, sugestão ou comentário, podem deixar um recadinho para mim abaixo, ok?

Se você gostou do blog e gostaria de receber notificações de novos posts por email, clique no link “seguir” ao lado direito da página! E nossa fanpage do Facebook, já curtiu? 🙂

Obrigada pela visita e tenha um ótima semana!

Até amanhã! Um beijo!

www.facebook.com/meustwins

http://i.instagram.com/meustwins

www.meustwins.com

Anúncios

Comments

  1. Olá. Eu tenho uma dúvida. Meu filho tem 1 ano e 1 mês e já não mama mais, mas ainda acorda de madrugada. A pediatra dele me falou que até os 6 meses é normal ele acordar durante a madrugada pra mamar,mas depois disso ela disse que é vício, que não tem pq ele acordar com fome já q ele come bem (e como come. Hehe) durante o dia todo. Ela disse pra eu substituir o leite da madrugada por chá, água ou água de côco,as não adianta. Pra ele parece que não sustenta e isso só faz encher a barriguinha dele de líquido e fazer mais xixi. Hehehehe. Tem algum conselho pra me dar? Obrigada desde já! Beijos

    Curtir

    • Olá Kelly! Tenho uma pergunta a fazer: quando ele acorda a noite, você o atende imediatamente? Se a resposta for sim, talvez a questão esteja aí! Vou tratar desse assunto no quarto post da série, mas vou adiantar um pouco apenas para responder sua questão. Quando o bebê chora a noite, não é recomendado atendê-lo imediatamente, pois, normalmente, ele volta a dormir em seguida sozinho. Você tem babá eletrônica? Aqui em casa eu faço assim: deixo uma câmera em cada berço e deixo o monitor no meu criado-mudo. Quando algum deles chora a noite, tomo as seguintes atitudes (na sequencia abaixo):
      1- vejo pelo monitor o posicionamento do bebê (para ver se está chorando por estar com os bracinhos ou perninhas presas entre as grades do berço – se for o caso, vou lá reposicioná-lo e saio);
      2- observo o tipo de choro do bebê. Se for um choro de medo, vou imediatamente confortá-lo (pego no colo, converso, digo que está tudo bem, que a mamãe está ali com ele, etc) e coloco-o no berço novamente. Porém, se for apenas um choro de incômodo por ter acordado no meio da noite, não o atendo imediatamente. Vejo que horas são e começo a cronometrar o tempo de choro. Deixo chorar um pouco (no max. 10 a 15 min), mas sempre observando o bebê pela câmera. Normalmente, eles voltam a dormir rapidinho sozinhos (em no máximo 5 minutos ou nem isso)! O problema é que um minuto de choro nos parece ser uma eternidade rs.
      3- se o choro permanecer com a mesma intensidade durante os 10 min, vou verificar se há uma fralda suja ou se está com febre. Não sendo nenhum dos dois, faço um carinho nas costas do bebe e conforto-o dando batidinhas nas costas e conversando. Saio novamente.
      4- Caso o choro, ainda assim, persista, ofereço água e coloco de volta no berço.
      5- Em ultimo caso, se nada disso funcionar e ele continuar chorando, ofereço uma mamadeira de leite. Mas deixo o leite para a última tentativa mesmo! É muito difícil isso acontecer aqui em casa! O que mais acontece é um deles acordar chorando incomodado porque despertou no meio da noite, mas eles logo voltam a pegar no sono sozinhos bem rapidamente.
      Obs.: em cada tentativa elencada acima, eu deixo chorar um pouquinho. Ou seja, a cada atitude tomada, zero o cronômetro e começo a contar o tempo de choro novamente. Assim, eles aprendem a se confortarem sozinhos quando acordam a noite e logo voltam a dormir! É dificil para nós mães deixarmos chorar, mas pensando em ser para o bem do bebê (para ele aprender a ter independência), fica mais fácil! Beijos!!

      Curtir


  2. Estou amando suas dicas!
    Tenho muita dificuldade com meus gêmeos a noite, estão com 7 meses e não dormem juntos porque um acorda o outro. Deixei o menino no quarto deles, a menina no meu e eu é meu marido estamos dormindo na sala. E eles sempre acordam a noite. Aí qdo um acorda eu já dou leite e aproveito e dou para o outro bebê dormindo. Faço isso para não ter que acordar muitas vezes. Tem dias que fico exausta!!!
    Tem alguma dica pra me dar?

    Muito obrigada!!!

    Bjos

    Curtir

    • Oi Camila! Aqui em casa faço assim: em regra, os dois dormem juntos no quartinho deles. Porém, deixo um berço extra em um outro local (já deixei na sala e também no nosso quarto). Esse berço extra é aquele portátil que monta e desmonta, sabe qual é? Eu tenho 2 deles, uso para quando vamos viajar (para dormirem em segurança). Mas, alem dessa utilidade (viagem), deixo sempre um deles ja montado, justamente para colocar o bebê que esteja chorando e “perturbando” o sono do irmão! Porém, eu só transfiro o bebê chorão para este berço extra quando ele realmente está incomodando o sono do irmãozinho. Caso contrário, ele continua no mesmo quarto. Explico: as vezes, a depender do estagio do sono deles, quando um chora, o outro nem se mexe. Entao, nao tem necessidade de tirar o bebe chorao do quarto (srs). Porém, quando vc observar (pela baba eletrônica) que o outro bebê está se incomodando (quando começa a se movimentar muito), aí sim vc tira o chorao e transfere p/ o outro berço. Veja os demais posts da série, todos já foram publicados!
      Beijos!

      Curtir

      • Obrigada por responder! Você é uma querida!!!
        Eu tbm tenho esse desmontável. Vou usar sua dica de colocar os dois juntos e só tirar se um atrapalhar o outro. Já encomendei os livros que você indicou também! Espero que consiga colocar em prática Rs!

        Obrigada mais uma vez!!!

        Bjos

        Curtido por 1 pessoa

  3. Oi ju! Gostaria que me tirasse uma duvida se puder. No meu caso, meu bb tem 4 meses e intercala noites inteitas com despertares 1x na madrugada (tipo 4:30h).. Nao chora, primeiro fica conversando, ate resmungar mais alto, daí olho na baba e depois de 5-10 min vou. Tento o bico, ele cospe e aumenta o resmungo, tento ate q nao da mais. Aí pego no colo e ele começa a me chupar procurando peito. Sera q é fome ou ja virou “mania” acordar e querer mamar? O q posso fazer?
    Obrigada
    Bjsss
    Daniela

    Curtido por 1 pessoa

    • Oi Daniela! Tudo bom? Preparei um post explicando exatamente isso (o que eu faço quando meus pequenos acordam a noite)! Tem todo um “trabalho” envolvido rsrs. A publicação já está agendada para esta 6a-feira (dia 27/03)! Quando puder, dê uma olhada neste post, e, se ainda houver dúvida, é só me mandar outra mensagem, ok? Um beijo!

      Curtir

  4. Oi Ju!!! estou adorando os posts!! Aqui em casa é assim: meu filho esta com quase 7 meses e não dorme a noite inteira…pelo menos ainda acorda 1 ou 2 x na madrugada e só volta a dormir no peito.( estou amamentando ele ainda mesmo com a introdução alimentar).
    Já tentei o Pai tentar ninar no colo, chupeta, conversa, tapinha bumbum…nada adianta!!! ele só quer o peito. Na madrugada ele mama no máximo 10 min e já volta a dormir.
    O que eu posso fazer ou tentar?
    Pretendo desmamar ele do peito com 9 meses, mas tenho certeza de que vai ser sofrido!!! kkk
    Ahhh, um detalhe, ele não chora na madrugada, tipo ele fica resmungando de bruços e engatinhando no berço ai eu espero uns 15 min para ver se ele volta a dormir, mas depois de 15 min ele começa a chorar e me chamar!!! Estou com muito sonooooo!!!
    Da um Help para mim pleaseeee!!!
    Bjãooo

    Pri 🙂

    Curtir

  5. Olá!
    Como você fez a rotina dos seus bebês na hora de iniciar cada mamada… Sempre iniciava pelo mesmo bebê? O horário do segundo bebê sempre diferencia em pelo menos 30 minutos do primeiro não é? E se eles inverteram na hora de acordar?

    Curtir

    • Oi Gheisa! Ainda farei um post contando mais detalhes sobre a minha experiência com a amamentação! Porém, já vou adiantar para você os pontos das suas dúvidas: eu sempre amamentava os dois simultaneamente, com a mamadeira. Não consegui amamentar no peito (explicarei os detalhes no post). Então, eu tirava meu leite com a bombinha elétrica e dava para eles na mamadeira. Enquanto eu dava para um bebê, outra pessoa (meu marido, minha mãe ou minha sogra) dava para o outro bebê. Mas, caso eu tivesse conseguido dar de mama no peito, seria exatamente como você descreveu: haveria uma diferença de 30 min (em caso de amamentar um de cada vez). No caso, o bebê que mamou no peito direito, mamará no esquerdo na próxima mamada; e o bebê que mamou no esquerdo, mamará no direito na próxima mamada. Agora, quando à questão de sempre iniciar pelo mesmo bebê, isso pode até ser uma regra (já que o bebê que mamou antes, sentirá mais fome antes). Mas, pode haver situações em que isso não aconteça. Aqui eu fazia assim: sempre que um deles acordava antes, eu tentava “segurar” até que o outro bebê acordasse, para dar a mamada juntos. Caso ele estivesse chorando, eu acordava o irmãozinho e antecipava a mamada para os dois (dentro daquele período de flexibilidade para mais ou para menos). Mas, caso você esteja amamentando no peito e o bebê que mamou por ultimo acordar chorando, não vejo problema em começar a mamada por ele. Mas acredito que isso seria mais excepcional, pois o bebê que mamou primeiro vai acabar acordando antes (rsrs). Espero ter esclarecido sua dúvida! Um beijo!

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s