Como é ter filho nos EUA – despesas do parto

IMG_3605

Bom dia pessoal, tudo bem? Nos dois posts anteriores, vocês viram como funciona o pré-natal e como foi o meu parto.

No post de hoje, compartilharei com vocês algumas curiosidades relacionadas às depesas do parto.

Primeiramente explicarei como foi a minha experiência e, em seguida, responderei se é possível conseguir o parto gratuitamente. Então vamos começar?

  • Minha experiência

Quando mudei para os Estados Unidos, meu seguro saúde do Brasil foi cancelado e foi feito um novo seguro-saúde aqui.

Existem várias modalidades de seguro-saúde. Porém, na maioria deles, o segurado sempre necessita pagar uma parcela do valor gasto. Essa parcela de responsabilidade do segurado chama-se “co-pay”.

Esse co-pay existe para tudo: consultas médicas, realização de exames, atendimento hospitalar, etc. É um valor fixo determinado pelo convênio. Esse valor só varia conforme o tipo de atendimento que o segurado irá utilizar.

Para que vocês possam visualizar melhor o que estou explicando, darei alguns exemplos: 1) o co-pay de uma consulta médica com um clínico geral é $20; 2) o co-pay de uma consulta médica com um especialista é $25; 3) o co-pay de uma consulta na emergência de um hospital é $150, e por aí vai. Mas lembrem-se que os valores variam conforme o tipo de convênio contratado. Somente quis exemplificar para que vocês possam compreender melhor o assunto.

Desse modo, existe também o co-pay para as despesas do parto. Esse valor varia de $2000 a $3000, a depender do convênio da paciente.

Portanto, no meu caso, por ter um seguro-saúde aqui EUA, tive que arcar “apenas” com a parcela do co-pay. Digo “apenas” entre aspas, pois não me parece um valor pequeno, ainda mais se considerarmos a alta do dólar.

  • É possível conseguir o parto gratuitamente?

É possível sim. Porém, para que o governo arque com essas despesas, é necessário que o interessado tenha um ganho que não ultrapasse determinado valor.

Não sei exatamente qual o valor máximo de ganho. Mas sei que todos que recebem abaixo desse valor (determinado pelo governo), não pagam as despesas do parto. Porém, para tanto, é necessário aplicar para o programa. Ou seja, não é um benefício automático. É necessário que seja solicitado pela interessada.

Após a solicitação, o governo avaliará se a interessada preenche ou não todos os requisitos, momento em que deferirá ou não o pedido. Desse modo, é necessário passar por um prévio processo administrativo para que se atinja o benefício desejado.

Caso o pedido seja deferido, a solicitante não arcará com as custas do parto. Porém, em relação às consultas médicas e exames, a solicitante deverá arcar com uma parcela do pagamento. Aqui, o processo é semelhante àqueles que possuem convênio, já que a solicitante pagará um valor fixo (determinado pelo governo) a cada consulta médica de pré-natal. Não sei dizer qual é esse valor atualmente. O que posso dizer é que conheço uma pessoa que pagava $35 por consulta de pré-natal há dois anos atrás.

Então é isso pessoal! Espero que eu tenha conseguido esclarecer as dúvidas de vocês e que tenham gostado de saber um pouco mais sobre as curiosidades de como é ter filho nos EUA!

Caso ainda tenham dúvidas, deixem um recado abaixo, ok?

Se você gostou do blog e gostaria de receber notificações de novos posts por email, clique no link “seguir” ao lado direito da página! E nossa fanpage do Facebook, já curtiu? 🙂

Até a próxima! Obrigada pela visita!

www.facebook.com/meustwins

http://i.instagram.com/meustwins

www.meustwins.com

Anúncios

Comments

  1. Ótimas dicas!! Beijão

    Curtir

  2. Olá! Seus babys são lindos, parabéns!
    Você poderia por favor me dizer qual é o seguro de saúde que você tem?
    Estou a procura de um para gravidez aqui no eua também, mas não achei ainda um interessante.
    Obrigada😚

    Curtir

  3. Olá!

    Que legal! Parabéns! Fiquei grávida ainda durante os preparativos para a mudança….. estava pensando em ter o bebê no Brasil mesmo, até que achei o seu post! Os planos de saúde daí aceitariam cobrir as despesas do parto já estando grávida mesmo antes da contratação? Não teria tempo de carência superior aos 9 meses como ocorre aqui no Brasil?
    Outra dúvida que tenho seria a respeito das clínicas que fazem parto, dizem que os custos são bem menores do que os hospitais. É verdade?
    Muito obrigada e mais uma vez, PARABÉNS!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s